Quitina, poli-N-acetil-D-glucosamina, grau técnico


Peso: 200g
Preço:
Preço de venda€51,02

Descrição

A quitina, um polímero biológico polissacarídeo versátil contendo nitrogênio, é obtida a partir das abundantes conchas de crustáceos como camarões e caranguejos, bem como das paredes celulares de fungos. Aproveitando o poder da natureza, a quitina se destaca como o segundo polímero orgânico mais abundante globalmente, com uma síntese anual estimada em mais de 1 bilhão de toneladas. Reconhecida por sua integridade estrutural, a quitina é a pedra angular de diversas aplicações em diferentes indústrias. Por meio de processos meticulosos de purificação, nossa quitina mantém suas propriedades inerentes, sendo seu portal para desbloquear uma miríade de possibilidades em pesquisa, fabricação e além.

Número CAS: 1398-61-4

Fórmula Química: (C8H13NO5)n

Peso Molecular: A quitina é um produto de pesos moleculares variáveis, com o peso molecular de sua unidade constituinte média sendo 203.

Sinônimos: Quitina acetilada; Poli-N-acetil-D-glucosamina; Poli-[1-4]-b-D-N-acetilglucosamina;

Especificações:

Aparência: Pó amarelo claro

Grau de Acetilação (DAC): 5%

Umidade: Máximo 10,0%

Conteúdo Proteico: Máximo 0,6%

Conteúdo de Cinzas: Máximo 1,0%

Tamanho das Partículas: 20~40 malha

Características Principais:

Fonte Abundante: Derivada das conchas de crustáceos e paredes celulares de fungos, garantindo uma fonte sustentável e renovável.

Integridade Estrutural: Oferece excepcional força e durabilidade, ideal para aplicações que requerem materiais robustos.

Aplicações Versáteis: Serve como matéria-prima fundamental para a produção de quitosana, cloridrato de glucosamina e sulfato, além de aplicações diversas na indústria alimentícia, química e além.

Biodegradável: Exibe propriedades ambientalmente amigáveis, contribuindo para práticas de fabricação sustentáveis.

Consistência Molecular: Mantém a integridade molecular, assegurando um desempenho consistente em aplicações.

Aplicações:

Pesquisa Biomédica: A quitina serve como um componente vital na engenharia de tecidos, sistemas de entrega de medicamentos e produtos para cicatrização de feridas devido à sua biocompatibilidade e estabilidade estrutural.

Produção de Biopolímeros: Atua como precursor para quitosana e outros biopolímeros, facilitando o desenvolvimento de materiais de embalagem ecológicos e plásticos biodegradáveis.

Setor Agrícola: Usada em formulações para proteção de plantas e emendas de solo para melhorar o rendimento das colheitas e mitigar o impacto ambiental.

Cosméticos e Farmacêuticos: Encontra aplicações em formulações para cuidados com a pele, revestimentos farmacêuticos e suplementos dietéticos devido às suas propriedades versáteis e bioatividade.

You may also like

Recently viewed